Últimas actualizações de eventos

A Minha Casinha

Publicado em Atualizado em

Este slideshow necessita de JavaScript.

JI CE S. Simão de Litém

Que saudades eu já tinha / Da minha alegre casinha / Tão modesta como eu. / Como é bom, meu Deus, morar, / Assim, num primeiro andar / A contar vindo do céu.

O meu quarto lembra um ninho / E o seu teto é tão baixinho / Que eu, ao ir p’ra me deitar, / Abro a porta em tom discreto, / Digo sempre, senhor teto, / Por favor deixe-me entrar.

Tudo podem ter os nobres / Ou os ricos de algum dia, / Mas quase sempre o lar dos pobres… / Tem mais alegria.

Silva Tavares e António Melo (excerto)

Anúncios

São João, o Evangelista, e São Francisco de Assis, de El Greco

Publicado em Atualizado em

Este slideshow necessita de JavaScript.

Turma B, CE S. Simão de Litém

O Gigante Egoísta

Publicado em

As crianças, ao final da tarde na escola, costumavam brincar no jardim do senhor gigante. Era um grande e lindo jardim cheio de relva verde, e flores com o brilho das estrelas. No jardim havia duas macieiras e duas cerejeiras. Tudo era maravilhoso, mas o dono do jardim, o Gigante, não era lá muito simpático.

– Este jardim cheira tão bem… – suspirou uma das crianças – Se pudéssemos colher uma flor…

– Eu não quero que estejam no meu jardim! – protestou o Gigante, saído de um arbusto.

– Porquê, gigante?

– Não é gigante que se diz. SENHOR Gigante.

– Senhor Gigante, seja compreensivo. Nós somos crianças e não temos culpa de gostarmos de brincar. Senhor Gigante, por favor, deixe-nos brincar no seu belo jardim.

– Não, desandem daqui!

– Porquê, Senhor Gigante?

– Porque tenho mau feitio! Desandem!

E ficamos por aqui!

Joana Gaspar e Sara Correia, 3º ano, S. Simão de Litém